A ilha do Fogo (Cabo Verde)

A ilha do Fogo (Djarfogo em criolo) é uma das dez ilhas que constituem o arquipélago de Cabo Verde. Descoberta em 1460 por António da Nola e Diogo Gomes, começou por se chamar ilha de São Filipe, tomando mais tarde o nome de ilha do Fogo "em honra" ao seu vulcão. A ilha, com formato circular, tem 473 quilómetros quadrados, cerca de 37 mil habitantes e nela está localizado o ponto mais alto de Cabo Verde - o Pico do Fogo (2829 metros!). Historicamente o seu vulcão tem estado activo, registando-se a sua última erupção em 1995.
Visitar esta ilha e subir ao cimo do seu pico era um sonho que me acompanhava há já muitos anos... finalmente aconteceu! 
Ilha do Fogo

São Petersburgo - 6 visitas monumentais!...

Visitar São Petersburgo é simplesmente maravilhoso!
Se andar pelas ruas e canais nos "enche os olhos", visitar as suas igrejas, catedrais, palácios, jardins, museus, ... deixa-nos em êxtase!
Pena é que o tempo de que dispunha não chegasse para mais. Mesmo assim aqui fica o registo fotográfico das seis visitas que fiz:
- Catedral de São Pedro e São Paulo na ilha Zayachy
- Igreja do Sangue Derramado
- Hermitage (museu)
- Peterof
- Palácio de Catarina
- Catedral de Santo Isaac

São Petersburgo - 6 visitas monumentais!...

O "Samiguel" de Cabaços (Ponte de Lima)

No concelho de Ponte de Lima, a cerca de 12 km da sua sede, situa-se a freguesia de Cabaços, onde anualmente se realiza, no inicio de Setembro (penso que no 2º domingo de Setembro), as festas em honra de São Miguel e a bênção dos frutos novos
Estas festas, conhecidas como do Samiguel de Cabaços, têm várias "componentes" de que se destaca as ofertas (produtos agrícolas) feitas pelos agricultores que depois de abençoadas são leiloadas a favor da igreja paroquial, a desfolhada aberta a toda a gente - locais e visitantes - e o encontro de acordeonistas.
Mas o mais espectacular, pelo menos para mim, são os painéis mostrados dentro da igreja paroquial. Muito antes destas festas os painéis começam a ser confeccionados: põem-se os grãos de molho (para ficarem moles), é-lhes espetado um palito, deixam-se secar e com eles são feitos os painéis que mostro. Ultimamente alguns dos painéis já não são feitos com os palitos... mas recorrendo a cola para os fixar... não será tão trabalhoso... mas o resultado é idêntico...

Cabaços